22.5 C
Taboão da Serra
terça-feira, novembro 30, 2021
spot_img
InícioNotíciasTudo o que se precisa saber sobre o vinho do Porto

Tudo o que se precisa saber sobre o vinho do Porto

O vinho do Porto é apreciado no mundo todo.  Marco Antonio Carbonari nos conta que ele é produzido especificamente na Região Demarcada do Douro, no norte de Portugal, ou seja, se é vinho do Porto, tem que ser feito em Portugal e somente naquela região.

Tecnicamente falando, o Vinho do Porto não é um vinho naturalmente doce, mas sim um vinho fortificado. Isso significa que não é um vinho doce natural, mas sim feito de uvas colhidas em poucas semanas do estágio ideal de maturação. O vinho fortificado é um licor, geralmente obtido a partir de uvas colhidas na fase normal de maturação e, normalmente, a aguardente é adicionada posteriormente devido à destilação das uvas, o que interrompe a atividade de fermentação anterior de todos os açúcares e é convertido em álcool.

É possível classificar o Vinho do Porto em diversos estilos. Marco Antonio Carbonari explica que eles são avaliados de acordo com o seu armazenamento, seleção ou a forma como são envelhecidos, seja por meio de garrafas ou em barris de madeira. Confira alguns tipos:

  • Porto Ruby: esse estilo de vinho procura manter a cor avermelhada como principal característica. Seu potencial de guarda, inicialmente na barrica e depois na garrafa, permite com que os sabores da bebida fiquem muito mais acentuados com o passar dos anos.
  • Porto Tawny: a elaboração de produção é muito parecida com a do anterior, no entanto, Marco Antonio Carbonari comenta que o Tawny é exposto ao oxigênio por mais tempo, podendo ficar na madeira por cerca de 3 a 8 anos, o que permite que o vinho se torne mais claro. Suas características são, no fim, aromas mais evoluídos, como café, amêndoa e chocolate.
  • Porto Branco: apesar da marca registrada ser o tinto, a produção de vinho branco na região de Douro considerou cultivar, recentemente, variedades como Códega, Gouveio e Arinto. O envelhecimento deste tipo não ultrapassa os 18 meses, principalmente se forem mantidos em tanques de aço inoxidável. Se está em contato com a barrica, o vinho adquire uma coloração mais dourada e pode ser doce ou seco.
  • Porto Vintage: normalmente são produzidos em safras muito especiais e não todos os anos. É um vinho de uma só colheita, selecionado entre os melhores caldos extraídos das melhores parcelas dos vinhedos das casas produtoras de Porto. O grande diferencial, diz Marco Antonio Carbonari, é que o potencial de guarda deste vinho pode ultrapassar 50 anos de envelhecimento na garrafa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais notícias