17.9 C
Taboão da Serra
terça-feira, abril 13, 2021
Início Taboão da Serra Manifestantes protestam contra restrições de atendimento nos hospitais estaduais de SP

Manifestantes protestam contra restrições de atendimento nos hospitais estaduais de SP


Governo de SP anunciou que hospitais estaduais passam a funcionar com portas fechadas nos prontos-socorros a partir de 1º de fevereiro. Medida dificulta atendimento dos pacientes e gera aglomerações nas unidades municipais. Manifestante protesta contra funcionamento de hospitais estaduais com portas fechadas em SP
Divulgação
Manifestantes realizam um protesto nesta sexta-feira (29) em frente ao Hospital de Pedreira, na Zona Sul de São Paulo, contra o funcionamento de hospitais estaduais com as portas fechadas e atendimento somente de casos de emergência. A medida de fechar as portas dos prontos-socorros à população deve começar no dia 1º de fevereiro.
Mesmo com o avanço da pandemia de Covid-19, o governo estadual decidiu restringir o atendimento em alguns hospitais na cidade de São Paulo e outros municípios da região metropolitana. Com isso, os pacientes só poderão procurar atendimentos nas unidades municipais e Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs).
Os pedestres não poderão acessar mais essas unidades pelos prontos-socorros, somente serão aceitas transferências das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A medida, segundo a Secretaria Estadual da Saúde é para evitar que casos menos graves prejudiquem os atendimentos mais complexos.
Manifestantes protestam na porta do Hospital Pedreira, na Zona Sul de SP, contra o fechamento do pronto-socorro ao público
Divulgação
Na manhã desta sexta-feira, outro grupo de manifestantes protestou em frente ao Hospital Geral de Pirajussara, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. A Prefeitura de Taboão disse que o governo do estado anunciou, nesta semana, que vai restringir o atendimento dos setores da oftalmologia, fisioterapia e dermatologia da unidade.
O prefeito de Guarulhos, o Guti (PSD), também reclamou da decisão de fechar as portas do Hospital Geral de Guarulhos. Ele se reuniu nesta manhã com o secretário executivo da Secretaria Estadual da Saude, Eduardo Ribeiro Adriano, e disse que conseguiu reverter a decisão do governo do estado em referenciar o atendimento a partir da próxima segunda-feira (1º).
Mesmo com avanço da pandemia, governo de SP decide restringir atendimento em hospitais da capital

- Advertisment -

Mais notícias

Taboão: UPA Akira Tada apresenta queda no número de internações pela covid-19 e fecha segunda-feira sem óbitos

A UPA Akira Tada, unidade de referência no atendimento de pacientes da covid-19 em Taboão da Serra, vem apresentando uma queda no número de...

Prefeitura de Taboão da Serra inicia série de vídeos informativos com a prestação de contas dos 100 dias da nova administração

Renata Gomes No sábado, dia 10, completou 100 dias da nova Administração da Prefeitura de Taboão da Serra. Durante essa semana, serão divulgados vídeos informativos...

Prefeito Ayres Scorsatto e vice-prefeito José Belarmino são vacinados contra a covid-19 em Juquitiba

O prefeito de Juquitiba, Ayres Scorsatto e o vice-prefeito José Belarmino, de 67 anos, receberam na tarde desta segunda feira, dia 12, a vacina...

Secretaria de Cultura de Taboão da Serra realiza cursos de forma remota

Ana Rodrigues A Secretaria de Cultura de Taboão da Serra está realizando cursos de forma remota, nas modalidades de jazz, ballet oficina, ballet formação, danças...