18.6 C
Taboão da Serra
terça-feira, dezembro 7, 2021
spot_img
InícioTaboão da SerraFim do auxílio-merenda durante a pandemia do coronavírus preocupa famílias na Grande...

Fim do auxílio-merenda durante a pandemia do coronavírus preocupa famílias na Grande SP


Governo do estado e ao menos 10 cidades da região metropolitana suspenderam o benefício com a volta das aulas presenciais. São Caetano do Sul foi a primeira cidade do ABC a oferecer o auxílio e a primeira a interrompê-lo. Foto de arquivo mostra funcionário higienizando carteiras de escola na Zona Sul de São Paulo em preparação para a volta às aulas presenciais.
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO
A volta às aulas presenciais foi um alívio depois de mais de um ano e meio com as crianças trancadas em casa, mas trouxe um novo problema nas cidades da região metropolitana de São Paulo com o fim do auxílio-merenda, conforme relataram algumas famílias nesta quarta-feira (4) ao SP1.
80% dos municípios paulistas distribuíram merenda na pandemia, diz TCE-SP
O governo do estado suspendeu o pagamento assim que as escolas reabriram, em abril. O padrasto das meninas Laura e Luísa, de sete anos, que estudam na Escola Estadual Hermínia Lopes Lobo, em Santo André, no ABC, diz que elas estão tomando só o café da manhã na escola.
A medida também foi adotada por ao menos 10 cidades da Grande São Paulo: São Caetano do Sul, Barueri, Franco da Rocha, Francisco Morato, Ferraz de Vasconcelos, Cotia, Mairiporã, Carapicuíba, Pirapora do Bom Jesus e Suzano.
São Caetano foi a primeira cidade do ABC a adotar o Cartão Merenda ainda em 2020, oferecendo R$ 90 mensais entre abril e novembro de 2020, e depois entre abril, maio e junho de 2021, aos 22 mil alunos da rede – da Educação Infantil ao Ensino Médio.
Com a volta às aulas, Jenifer, que tem três filhos matriculados na rede municipal de ensino, perdeu o incremento de R$ 270 no orçamento apertado.
Em nota, a Prefeitura de São Caetano argumentou que 50% dos alunos da rede municipal já estão nas escolas e que até setembro, 100% terão retomado a rotina escolar.
A gestão municipal disse ainda que está oferecendo merenda reforçada com leite, sucos, pão com frios e com carne, frutas e bolachas, e que partir do dia 23, quando as crianças do período integral passarão a ficar o dia todo na escola, o almoço será oferecido.
A capital, Guarulhos, Jandira, Taboão da Serra, Santa Isabel, Guararema, Itaquaquecetuba e quase todas as cidades do Grande ABC mantiveram o benefício por meio de um cartão ou de um kit com alimentos, assim como Caieiras e em Osasco, ainda que com um valor menor nestas duas.

- Advertisment -spot_img

Mais notícias