25 C
Taboão da Serra
quinta-feira, novembro 26, 2020
Início Taboão da Serra MP afasta prefeita de Embu-Guaçu por irregularidades; presidente da Câmara assume interinamente

MP afasta prefeita de Embu-Guaçu por irregularidades; presidente da Câmara assume interinamente

A poucos dias das eleições municipais, o Ministério Público de São Paulo (MPSP) afastou a prefeita de Embu-Guaçu, Maria Lúcia da Silva Marques (PSB), por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. A decisão foi proferida dia 16 de outubro pelo juiz Willi Lucareli.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Na mesma decisão, o juiz determinou que o presidente da Câmara Municipal, Clarides Leonardo dos Santos (MDB), assumisse interinamente o cargo. Manezinho Corretor, como é conhecido, tomou posse porque o vice-prefeito eleito em 2016, Paulinho da Pajule, morreu em dezembro de 2019, vítima de câncer.

O afastamento acontece após ação civil por improbidade movida pelo Ministério Público de São Paulo.

Operação Píton

A cidade é alvo da Operação Píton que investiga desvio de recursos públicos através de fraudes em procedimentos licitatórios da prefeitura.

Recentemente a cidade agentes da Procuradoria-Geral de Justiça (Competência Originária Criminal), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a 2ª Promotoria de Embu-Guaçu, juntamente com promotores de Justiça e com o apoio de policiais militares do 4° BPM/M, 5° BAEP e 7° BAEP, deflagraram mais uma fase da operação na cidade.

Nesta fase, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça e pela Vara Única de Embu-Guaçu.

Ao todo, a operação já resultou no afastamento de quatro agentes públicos, apreensão de sete armas de fogo e mais de R$ 1,5 milhão em espécie, além da prisão de cinco pessoas. Também foram bloqueados cerca de R$ 2 milhões em bens dos investigados.

Prefeito interino

O prefeito interino, Manezinho Corretor, também é candidato a vice-prefeito na chapa de José Antônio (MDB).

Segundo informações, ao assumir o cargo, o prefeito exonerou três secretários municipais (de educação, administração e meio ambiente), além da chefe da seção de contabilidade, e a diretora de compras.

E apesar de a cidade está em quarentena devido à covid-19, até dia 31 de dezembro conforme decreto municipal, uma das primeiras medidas do novo prefeito foi autorizar o retorno do futebol nos campos da cidade, além de liberar o uso de salões e chácaras para eventos com ocupações de até 60% da capacidade total do recinto.

Com informações da agenciamural.org.br

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O post MP afasta prefeita de Embu-Guaçu por irregularidades; presidente da Câmara assume interinamente apareceu primeiro em O Taboanense.

- Advertisment -

Mais notícias

Federação Paulista cancela Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2021

A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou na tarde desta quinta-feira, dia 26, por meio nota oficial no site da entidade, que não realizará...

Lei Eleitoral: nenhum eleitor pode ser preso ou detido até 1º de dezembro

Eleitores não podem ser presos ou detidos a desde a última terça-feira (24), cinco dias antes da eleição em segundo turno, até as 17h...

Número de mortos por covid-19 em Taboão da Serra sobe para 303; casos confirmados são 9.734

O número de mortes pelo novo coronavírus em Taboão da Serra subiu para 303 de acordo com o boletim epidemiológico da prefeitura, divulgado nesta...

PRF e Dise apreendem meia tonelada de maconha na divisa de Taboão da Serra com São Paulo

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu meia tonelada de maconha na noite de quarta-feira, dia 25, por volta das 19h, em um caminhão que...