21.3 C
Taboão da Serra
sexta-feira, dezembro 4, 2020
Início Taboão da Serra Metalúrgicos da região de Taboão da Serra se organizam por pauta de...

Metalúrgicos da região de Taboão da Serra se organizam por pauta de reivindicações

A quarta-feira, 14, amanheceu movimentada nas portas das fábricas de Taboão da Serra, Itapecerica da Serra e Embu das Artes. Trata-se do mutirão de assembleias que reforçou a mobilização de diversos metalúrgicos, como os que trabalham na Cinpal, Spaal, Dinatécnica, Conaut, Krohne, Zonal Sul/ Esquadrisul, Blum, Minor, Flório e Bomax.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Hoje, toda diretoria estava mobilizada na região de Taboão da Serra para fazer uma bateria de assembleias. Os trabalhadores atenderam ao nosso chamado e agora vamos para os próximos passos para reforçar ainda mais a nossa mobilização”, disse o diretor Marcelo Mendes, que junto dos diretores Geremias, Lucas e Marcel organizaram a mobilização na região.

Este é o quinto dia do mutirão que organiza a categoria para pressionar os patrões a atenderam a pauta de reivindicações da categoria até a data-base, que é em 1º de novembro. Caso contrário, não é só o reajuste salarial que estará sob ameaças, mas também todos os direitos previstos na Convenção Coletiva.

Durante as assembleias, os trabalhadores ficaram por dentro dos desafios da luta. A renovação da Convenção Coletiva é uma das principais reivindicações que compõe a pauta. Isso porque a Convenção Coletiva blinda a categoria de retrocessos como a terceirização da atividade fim da empresa. Além disso, também possui inúmeras garantias que são superiores aquelas definidas em lei.

“Mostrar o nosso poder de mobilização é importante para pressionar os grupos patronais a atenderem a nossa pauta de reivindicações. Na mesa de negociações, temos enfatizado que a categoria está disposta a lutar para defender os seus direitos”, explica o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan, eleito presidente para o próximo mandato do Sindicato.

Unidade – A pressão pela pauta de reivindicações da categoria também acontece em fábricas de São Paulo, Guarulhos e do interior paulista. Isso porque os metalúrgicos do Estado de São Paulo negociam de forma unificada e organizada pela Federação dos Metalúrgicos, filiada à Força Sindical. Ao todo, são cerca de 800 mil trabalhadores em Campanha Salarial.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O post Metalúrgicos da região de Taboão da Serra se organizam por pauta de reivindicações apareceu primeiro em O Taboanense.

- Advertisment -

Mais notícias

Câmara de Taboão da Serra derruba vetos e destranca pauta para o Orçamento

A Câmara Municipal de Taboão da Serra derrubou, na última terça-feira, dia 1º, três vetos a projetos que foram aprovados pela Casa e haviam...

Coronavírus: Taboão da Serra contabiliza mais duas mortes e número de óbitos sobe para 311

Taboão da Serra registrou nesta sexta-feira, dia 4, mais duas mortes por coronavírus, com isso o número de óbitos sobe para 311. A informação...

‘Podem esperar muito trabalho’, diz novo prefeito de Taboão da Serra

Matheus Herbert, Gazeta de S. Paulo O novo prefeito eleito de Taboão da Serra, José Aprígio (Podemos), disse na manhã de hoje (3), que os...

Itapecerica: USF Analândia realiza teste rápido para o coronavírus até dia 18

A prefeitura de Itapecerica da Serra prorrogou até o dia 18 de dezembro, a realização de testes rápidos para o coronavírus em pessoas assintomáticas...