22.2 C
Taboão da Serra
quarta-feira, janeiro 20, 2021
Início São Paulo USP busca voluntários para estudo sobre autocuidado de pacientes com diabetes na...

USP busca voluntários para estudo sobre autocuidado de pacientes com diabetes na pandemia da Covid-19


Além da doença, interessados precisam ter mais de 18 anos. Em Ribeirão Preto, diabetes é segunda comorbidade mais associada às mortes causadas pelo novo coronavírus. USP busca voluntários para estudo sobre autocuidado de pacientes com diabetes na pandemia
Pacientes com diabetes e mais de 18 anos podem se inscrever até quinta-feira (15) para uma pesquisa da USP de Ribeirão Preto (SP) que busca entender o comportamento de pessoas que convivem com a doença diante da pandemia da Covid-19.
Os voluntários precisam preencher um formulário disponível na internet. O tempo médio para o preenchimento é de dez minutos.
O estudo é realizado por representantes da Faculdade de Medicina (FMRP), Escola de Enfermagem (EERP), além de Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), que buscam chegar a dois mil voluntários de todo o país.
Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto
EPTV/Reprodução
O objetivo dos pesquisadores é entender o autocuidado e as dificuldades enfrentadas por esses pacientes, que fazem parte do grupo de risco da Covid-19, durante o período de isolamento social.
Atrás somente da doença cardiovascular crônica, a diabetes é a segunda comorbidade mais associada às mortes da pandemia em Ribeirão Preto e esteve presente em ao menos 289 óbitos, o equivalente a 36% delas, segundo boletim epidemiológico de terça-feira (13).
De acordo com os responsáveis, os resultados do estudo ajudarão os profissionais de saúde a adequar os cuidados com os pacientes diabéticos durante a pandemia, período marcado por mudanças de comportamento como aumento de consumo de bebidas alcoólicas, alimentos menos saudáveis e sedentarismo.
Em outro estudo realizado pela USP com 1,7 mil pessoas, as respostas apontaram que a mudança na rotina levou ao aumento dos índices glicêmicos de 59% dos participantes, mesmo percentual apurado para pessoas que informaram ter reduzido as atividades físicas.
Os cientistas também alertam que a infecção do novo coronavírus em pessoas com diabetes pode levar a alterações metabólicas que exigem mudanças no tratamento, além de afetar, de um modo geral, o sistema imunológico dos infectados, com uma maior chance de desenvolver diabetes tipo 1.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Assista ao Bom Dia Cidade de quarta-feira (14)

- Advertisment -

Mais notícias

Nova versão de ‘Pinóquio’ estreia no cinema do Shopping Taboão; veja programação completa

O cinema Multiplex Shopping Taboão traz neste fim de semana a estreia do filme Pinóquio. O filme traz uma nova versão do clássico criado...

PS do Hospital Geral de Itapecerica da Serra vira referência ao atendimento da covid-19

A partir do dia 1º de fevereiro, a unidade de pronto-socorro do Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS), passará a atender apenas casos...

Poupatempo de Taboão da Serra comemora aniversário de seis anos nesta quinta-feira

  O Poupatempo de Taboão da Serra completa seis anos de atendimento à população nesta quinta-feira, dia 21 de janeiro. Desde que foi inaugurado, o...

O que Rafael Libman fala sobre tênis para corrida?

Ao fazer caminhadas ou corridas, é essencial contar com os trajes adequados, por isso, um par de tênis de qualidade é um...