23.7 C
Taboão da Serra
quarta-feira, novembro 25, 2020
Início Política O poder e a gastronomia

O poder e a gastronomia

Brasília tem sido agitada por uma sucessão de jantares. São encontros recorrentes que ganharam relevância por causa dos desafios impostos pela pandemia e pela política fiscal. Sobre esse assunto, dois aspectos devem ser considerados.

O primeiro é que a sequência de eventos é um bom sinal. Revela que há a vontade de se expor ao diálogo e o reconhecimento de que não existe monopólio de poder. O segundo aspecto é que se trata do processo de construção de consensos. Em torno da mesa se confrontam divergências e se buscam soluções. Não é um fenômeno novo.

Pelo menos desde os anos 80, quando os ventos da democracia voltaram a soprar no Brasil, almoços e jantares sempre foram espaços de entendimento, conspiração, lobby e agendas de poder. Restaurantes de Brasília foram templos de negociação. Ulysses Guimarães, no Piantella, tinha a sua turma do poire, que articulou a derrubada do regime militar nas eleições indiretas de 1985.

Na Constituinte, entre 1986 e 1988, Luís Eduardo Magalhães, filho de ACM e deputado constituinte pelo PFL, e José Genoíno, deputado e líder do PT, dois políticos de campos opostos, atravessaram noites conversando e se entendendo. Ou, pelo menos, reduzindo as diferenças.

O evento que selou a paz entre Rodrigo Maia e Paulo Guedes caracteriza a política da mesa de jantar

Os jantares ocorrem de forma segmentada. Obviamente, os mais importantes servem para debater pautas e conspirações. Mas também para alavancar carreiras. Fábio Ramalho, deputado mineiro conhecido como Fabinho Liderança, durante anos promoveu concorridos encontros semanais em sua casa. Ali, construiu uma rede de apoios que o levou à vice-presidência da Câmara.

Continua após a publicidade

Na gestão de Michel Temer, em oposição ao governo fechado de Dilma Rousseff, o Palácio da Alvorada foi muitas vezes tomado por centenas de parlamentares em jantares em que se debatia a agenda de reformas. Muitas resistências foram debeladas a partir das oportunidades de diálogo.

A pandemia feriu de morte alguns dos restaurantes de Brasília. Lamentavelmente, Piantella e Gero fecharam as portas. Eram espaços neutros onde os diversos se encontravam e dialogavam. Ao contrário do que acontece em Washington, nos Estados Unidos, o establishment político nacional nunca privilegiou restaurantes por razões partidárias.

O medo da contaminação deslocou o foco dos eventos para as residências. Com menos gente, mas com pautas ainda intensas. Quase sempre a comida é razoável, a bebida é de qualidade, mas o que interessa mesmo são as articulações. Recentemente, o evento realizado na residência de Bruno Dantas, ministro do Tribunal de Contas da União, que selou a paz entre o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, motivou-me a cunhar a expressão “gastropolitics”, para caracterizar a política em torno da mesa de jantar.

A “gastropolitics”, longe de ser um problema, tampouco é solução. É apenas uma exigência e faz parte do processo civilizatório, promovendo os meios para que se discutam soluções. Lembrando que o fim da política é o começo da barbárie e do conflito. Assim, dialogar nunca é demais.

Publicado em VEJA de 14 de outubro de 2020, edição nº 2708

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Mais notícias

Adolescente de 16 anos é apreendido por tráfico de drogas em Taboão da Serra

Um adolescente de 16 anos foi apreendido após ser flagrado vendendo drogas no Jd. Record, em Taboão da Serra. Com ele os policiais encontraram...

Taboão da Serra tem 9.726 infectados e 302 mortes por covid-19

Taboão da Serra registrou, nesta quarta-feira, dia 25, mais nove casos positivos de coronavírus, elevando o número de infectados na cidade para 9.726. As...

Acidente deixa ao menos 40 mortos em Taguaí, no Interior de São Paulo

Da Gazeta de S. Paulo Ao menos 40 pessoas morreram e outros se feriram em uma colisão entre um ônibus e um caminhão na manhã...

SPMAR promove ação de conscientização sobre o câncer de próstata no trecho Sul do Rodoanel

A concessionária SPMAR promoverá uma ação de saúde na próxima sexta-feira, dia 27, no trecho Sul do Rodoanel Mario Covas. A iniciativa integra o...