20.6 C
Taboão da Serra
terça-feira, outubro 20, 2020
Início Brasil Operação Acolhida: MPF fiscalizará realocação de venezuelanos pelo Exército

Operação Acolhida: MPF fiscalizará realocação de venezuelanos pelo Exército

Nesta segunda-feira, o Ministério Público Federal (MPF) anunciou o envio de uma força-tarefa para acompanhar o trabalho de realocação de migrantes venezuelanos atendidos na Operação Acolhida, coordenada pelo Exército, em Roraima. De 13 a 15 de outubro, sob comando de Carlos Alberto Vilhena, procurador federal dos Direitos do Cidadão, as equipes visitarão ocupações espontâneas e abrigos para migrantes não indígenas e indígenas, como os Warao, Kariña e E’ñepá. A intenção da operação é garantir que os direitos de todos os migrantes sejam respeitados, como aponta o MP. 

Em setembro, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão já havia solicitado informações à coordenação da Operação Acolhida sobre a redução do orçamento destinado ao projeto e um possível encerramento de suas atividades. O procurador Alisson Marugal visitou a ocupação espontânea de Ka´Ubanoko, onde vivem cerca de 850 migrantes, em 1° de outubro, para coletar informações que possam contribuir ao diálogo com a Operação e o Governo Estadual no atendimento às demandas da comunidade.

Criada pelo Governo Federal, a Operação Acolhida tem como objetivo disponibilizar assistência de emergência aos migrantes e refugiados venezuelanos de maior vulnerabilidade que chegam a Roraima. Segundo o presidente Jair Bolsonaro, 41.146 venezuelanos foram acolhidos pelo Brasil. Desde o fechamento da fronteira, há pouco mais de seis meses, o governo federal enviou por volta de 6 mil venezuelanos para outras partes do País na tentativa de retirar a pressão sobre o sistema de saúde e a assistência social do Estado. No entanto, a perspectiva de reabertura, ainda sem data definida para ocorrer, tem preocupado o governo estadual e a prefeitura de Boa Vista. Como o ritmo da interiorização dos estrangeiros diminuiu durante a pandemia, o temor é que um novo fluxo de imigrantes possa voltar a sobrecarregar os serviços estaduais. A realocação deve ser acompanhada de perto pelo MPF.

*Com informações da Agência Estado
- Advertisment -

Mais notícias

Empresa Linnke oferece internet de banda larga para diversos bairros de Taboão da Serra

Diversos bairros de Taboão da Serra sofrem com a falta de estrutura no sistema de Internet Banda Larga, principalmente os mais afastados do centro....

Chuva coloca regiões de SP em estado de atenção para alagamentos pelo 2º dia seguido

Chove forte em várias regiões da cidade, especialmente nas zonas Norte e Oeste. Na segunda-feira (19), alagamentos prejudicaram...

Sessões da Câmara Municipal de Taboão da Serra serão on-line a partir de terça-feira

As sessões ordinárias da Câmara Municipal de Taboão da Serra passam a ser on-line a partir da próxima terça-feira, dia 20. Os trabalhos legislativos...

Linhas intermunicipais de Taboão da Serra e Embu das Artes ganham novas viagens

A EMTU/SP autorizou o aumento da frota e número de viagens em cinco linhas operadas pelo Consórcio Intervias na região sudoeste da Grande São...